Capacitação ensina a preservar e valorizar os estuários

Última atualização:

A preocupação em trazer esclarecimentos a seu corpo docente sobre questões do meio ambiente e o impacto causado em nossas vidas, fizeram com que as coordenadoras pedagógicas Marcelly Costa e Cleide Chaves promovessem na manhã desta terça dia 28 de junho de 2016 uma capacitação sobre o Rio Timbó e suas vertentes. O evento também contou com a presença do vereador Fábio Barros, que pode contribuir com sua experiência como biólogo, especialista em oceanografia.

A aula, dividida em duas partes, contou com apresentações na Escola Aquarela no período da manhã e um passeio de lancha pelo Rio Timbó à tarde, onde as professoras puderam observar e conhecer na prática algumas das teorias aplicadas em sala de aula. “Muitas coisas nós desconhecemos, mas quando há o esclarecimento de como funciona, vemos que no meio ambiente tudo está interligado, como uma cadeia. Passamos a ter mais consciência e por consequência cuidamos melhor”, relatou a professora do ensino infantil, Simone Maria Rosa.

Entre tantas outras coisas, Fábio Barros explicou a importância de se cuidar e de preservar os estuários, pois possuem um papel fundamental na preservação da vida marinha e nos impactos que sofremos com a erosão costeira. “Os estuários são um berçário para a vida marinha. É considerado em tese o melhor ambiente para os peixes nascerem e se desenvolverem. É deles que saem os nossos peixes”, explicou Fábio. Isso inclusive é um dos graves problemas enfrentados pela diminuição da oferta de peixes no mercado. Sem um ambiente propício para se desenvolverem, eles morrem antes mesmo de chegarem à fase adulta de reprodução.

Outro problema acarretado pela destruição do estuário é a erosão costeira. E Fábio alerta: “O estuário atua como um grande dissipador natural de energia do mar, diminuindo os efeitos erosivos sobre o continente e também estabilizando os sedimentos que os rios despejam no litoral, e que no final formam nossas praias. Manter este ambiente equilibrado é o nosso grande desafio”.