Estudante, Passe Livre, conquiste seu direito!

Última atualização:

Sexta-feira, 14 de agosto de 2009. Fui convidado e estive com o movimento estudantil em uma reunião muito proveitosa, onde foi colocada a urgente necessidade de se conseguir o passe livre para os estudantes, não como um benefício, mas como um direito.

Estavam presentes representantes da União Nacional dos Estudantes, (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, (UBES) E União dos Estudantes de Paulista, (UESP).

Vereador Fábio Barros e lideranças estudantis de Paulista e da Região Metropolitana.

Gutemberg de Aguiar Maia, Diretor da União Brasileira de Estudantes Secundaristas, (UBES), falou da necessidade da luta dos movimentos estudantis, em favor da classe estudantil, ao longo da história. Citou a luta pela meia passagem, pela meia entrada, relembrando que com as forças populares, o movimento estudantil conseguiu restaurar a democracia e consolidar a importância do movimento. Falou da educação de má qualidade no país, aonde o professor finge que ensina e o aluno finge que aprende. Informou que o objetivo da reunião era aguçar o debate do que é o passe livre para o estudante e que precisariam da Câmara de vereadores do Paulista, presente nessa luta. Conseguir o passe livre não é conquista fácil!

Ânderson Diego, Diretor da União Nacional dos Estudantes, (UNE), explicou a todos o por quê do passe livre estudantil: “A vida estudantil não pode se restringir só à sala de aula. Poder ir ao cinema, ao estádio de futebol, a eventos culturais, certamente irá colaborar para a formação do indivíduo.” Citou cidades em que o passe livre já foi aprovado, como exemplo, Rio de Janeiro e Bahia. O estudante mais politizado vai poder contribuir com o fortalecimento e engrandecimento de Pernambuco.

Bruno Luiz da Silva, presidente da UESP, União dos Estudantes de Paulista, falou que essa luta era por um “Brasil diferente, um Brasil dos nossos sonhos”.

Eu entendo que o passe livre será uma grande conquista para o estudante do nosso município, principalmente na garantia do acesso à escola. Esta conquista precisará do empenho de todos, pois para ser efetivado esse direito, temos que discutir o subsídio público.

Diante do exposto pelas lideranças estudantis, apresentei como propostas, o desenvolvimento de projeto de lei para a obrigatoriedade da instalação de Grêmios Estudantis nas escolas municipais, projeto de lei de iniciativa popular para a garantia do passe livre, além da realização de audiência pública para discutir sobre o tema, com data e local a serem agendados.