Falta de infraestrutura agrava efeitos das chuvas em Paulista/PE

Fonte: Instagram TV Pau Amarelo
Última atualização:

Moradores de Paulista/PE têm enfrentado transtornos durante temporada de chuvas. Diversas ruas e avenidas ficaram alagadas em razão de precipitação mais intensa e da ausência de infraestrutura na cidade. O deslocamento das pessoas foi dificultado e até casas foram invadidas pela água, causando prejuízos para famílias.

Desde o fim de maio, à medida que se aproxima a época de inverno na região, a frequência e intensidade das chuvas têm aumentado. O fenômeno é recorrente e característico do período, com facilidade de previsão e portanto, possível a realização de ações preventivas para evitar os danos também já conhecidos.

A falta de condições estruturais que realizem o escoamento da água acaba provocando alagamentos que ocorrem sempre e em várias localidades do município, como a Av. Floresta, em Arthur Lundgren I; Rua 59, em Maranguape II; Rua Ares, em Nossa Senhora da Conceição; e no Loteamento Conceição, em Pau Amarelo, que durante o inverno de 2019 muitas famílias perderam todos os móveis por conta da quantidade de água que invadiu as residências.

“Toda vez que chove um pouco a mais, essa área já fica assim alagada. Essa situação já acontece durante anos e a prefeitura não resolve. Quando fazem é um paliativo que não adianta de nada, mas algo que melhore de verdade, de uma vez, não acontece”, disse dona Maria José, moradora da região.

É comum que, com a proximidade dos problemas, gestores executem obras de um projeto geralmente chamado “Operação Inverno, praticamente todas as cidades da Região Metropolitana do Recife, inclusive Paulista/PE se envolvem nessas ações. No entanto, a experiência já mostrou que as medidas são apenas paliativos e muitas vezes não são efetivas.

“Há muito tempo Paulista/PE não tem um investimento real em infraestrutura, em drenagem, saneamento e esgotamento sanitário. A gente precisa de gestão e planejamento para que as pessoas não sofram constantemente com os problemas causados pelas chuvas”, disse o pré-candidato a prefeito de Paulista/PE.