Paulista/PE tem média de 43 novos casos de coronavírus por dia durante mês de maio

Última atualização:

A Secretaria de Saúde de Paulista/PE divulgou no último sábado (30) o mais recente balanço da pandemia do novo coronavírus na cidade. As principais informações mostram a quantidade de infectados pelo vírus, de pacientes recuperados e de óbitos. Em comparação ao levantamento feito no primeiro dia deste mês de maio, é possível notar que o número de casos confirmados da doença aumentou em mais de três vezes. A doença segue em escalada também no estado de Pernambuco e no país como um todo.

De acordo com o órgão responsável pela pasta na atual gestão municipal, Paulista/PE chegou à marca de 1827 casos confirmados da doença, só em maio 1319 novas pessoas foram infectadas, uma média de 43 casos por dia. No primeiro dia do mês 508 pessoas estavam com a Covid-19. Segundo os últimos dados apresentados também, cerca de 140 cidadãos do município vieram à óbito pela doença, o que representa um aumento de 111 mortos em comparação a data em questão. Por outro lado, os números mostram a recuperação de alguns casos notificados, 366 pacientes estavam recuperados até o balanço registrado.

Com a mesma relação de datas estabelecida, o estado de Pernambuco demonstrou tendência superior de crescimento. De acordo com o balanço, no mês de maio 26.093 pessoas foram infectadas no estado, mais de 3 vezes a quantidade de casos registrados até abril, 7.334. No país não foi diferente, as informações divulgados pelo Ministério da Saúde revelam um aumento de mais de 400 mil casos, apenas em maio, ao registrar o número de 498.440 brasileiros testados positivo para a Covid-19, contra 91.589 no dia primeiro deste mês.

Os órgãos responsáveis pela saúde em âmbitos municipal, estadual e federal, apresentam formas distintas de divulgar as informações de interesse coletivo. O município de Paulista/PE realiza um balanço público de forma semanal e o estado de Pernambuco, diariamente. Embora o governo federal tenha a mesma frequência que o governo do estado, o protocolo de divulgação do órgão nas redes sociais foi modificado. Desde 18 de maio, quando o Brasil registrou mais de mil mortos em um só dia, o Ministério resolveu não mais trazer o número de óbitos nas publicações e sim um “Placar da Vida”, em que omite o dado.

A tentativa do governo de amenizar a grave crise sanitária, no entanto, não impede que as previsões dos cientistas enxerguem dias ainda mais difíceis para o Brasil. De acordo com previsão do Instituto para Métricas de Saúde e Avaliação (IHME), da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, o número de mortes por Covid-19 no país deve passar de 125 mil no começo de agosto.

Se a realidade dos números que crescem dia após dia já assusta, é provável que os dados que temos, incluindo os mostrados nesta matéria, não revelem a verdadeira dimensão do problema que o país enfrenta. Estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) estima número de casos 14 vezes maior do que o oficial.